COMO TRABALHAMOS 

Existe muita falta de informação sobre a forma de como o setor privado, governo e entidades sem fins lucrativos no Brasil e no exterior trabalham no dia a dia, bem como quais são as demandas de cada entidade.  Este aspecto é particularmente pertinente dentro das entidades, em especial quando há a necessidade de interagir com escritórios regionais, tanto dentro do mesmo país, como no exterior. O mesmo se aplica quando há a oportunidade de uma interatividade entre empresas privadas e governo, ou entre o terceiro setor e o setor privado, ou até mesmo englobando os três segmentos. 

São diversos fatores que influenciam diretamente o desenvolvimento das atividades profissionais. Em um mundo cada vez mais globalizado, aspectos culturais tem um papel de grande relevância, seja para a execução de determinado projeto,  a identificação de parceiros regionais, ou até mesmo na comunicação para o público-alvo. 

Diferente do que se imagina em relação à necessidade de desenvolver campanhas de comunicação e marketing, estas ações não s!ao  exclusivamente relevantes apenas para empresas privadas e que visam lucro, mas também é de extrema importância para governos e entidades sem fins lucrativos.  

É através de ferramentas do marketing que projetos e ações específicas são comunicados a potenciais investidores, patrocinadores e a comunidade. 

Além da importância de se comunicar de forma adequada as ações desempenhadas por uma entidade, acreditamos que a troca de experiências é de grande importância para o crescimento profissional e institucional. A realização de intercâmbios profissionais, bem como a participação em grupos de trabalho internacionais permite que aspectos rígidos de algumas culturas possam ser suavizados a partir da tolerância inter-cultural.  

A influência dos aspectos culturais em projetos internacionais é substancial, podendo representar o sucesso ou o fracasso.  Quando abordamos os aspectos culturais, há de se prever não somente os aspectos regionais, com base nas origens de cada indivíduo, mas também a filosofia e os objetivos de cada entidade.  Certamente, os aspectos de uma organização sem fins lucrativos que visa a preservação ambiental na Amazônia é substancialmente diferente que de uma empresa privada ou de um governo subnacional. Mesmo neste exemplo, apesar dos cargos poderem ser equivalentes, a cultura da entidade e do cidadão que trabalha nesta organização pode ser completamente antagônicas. Tal fato pode impossibilitar possíveis negociações entre empresas privadas, representantes governamentais e entidades sem fins lucrativos.

Conheça nosso processo de trabalho e o valor agregado de nossos serviços.