O setor privado brasileiro e as relações com o comércio exterior

 No Brasil, o setor privado é voltado para os setores agrícola, de mineração, manufatura e serviços.  A economia, brasileira supera a de todos os países da América do Sul, e a presença de investimentos brasileiros no exterior tem crescido.  Desde 2003, o pais tem melhorado a sua estabilidade econômica, melhorando a sua estabilidade econômica e a criação de resevas. 

 A crise econômica mundial atingiu o Brasil em 2008, mas em 2010, mas o país voltou a crescer em 2010, chegando a comemorar o crescimento do PIB em 7,5%, a maior taxa em 25 anos.  A partir de 2011, o PIB decaiu em decorrência da dependência excessiva das exportações de produtos crus, baixa produtividade, elevados custos operacionais, inflação persistentemente elevada e os baixos níveis de investimento.

 A internacionalização do setor privado brasileiro é lenta, o que faz com que reduza a exposição à concorrência internacional e a inovação, além do acesso a insumos mais baratos. Tal lentidão ocorre não somente por parte do setor privado, que nem sempre busca oportunidades fora do país, como também há pouco incentivo por parte do Governo Federal, ao se observar o reduzido número de acordos bilaterais e multilaterais assinados pelo país.

Conheça os serviços e produtos que oferecemos ao setor privado.